O Jogo
História, Como Jogar e Instruções

Origem do Jogo

Os primórdios do Shuffleboard remontam ao século XV, na Inglaterra, quando moedas eram deslizadas em grandes mesas de mansões e castelos, com o objetivo de chegar mais próximo da borda oposta, sem cair. Quanto mais próximo, mais pontos marcava. Na época possuía diferentes nomes como shoveboard, shovegroat e shovel-penny. O Rei Henrique VIII (1491-1547) chegou a proibir a sua prática, pois seus soldados passavam horas jogando ao invés de treinarem para as batalhas. Porém, como a maioria das proibições arbitrárias da época, surtiu efeito contrário e o shuffleboard ganhou ainda mais adeptos. Anos depois, donos de tabernas e pubs viram uma oportunidade de manter os clientes entretidos por mais tempo em seus estabelecimentos e colocaram mesas para a prática do jogo, o que ajudou a dissemina-lo por toda a Inglaterra. 

Já no século XIX, por volta de 1840, uma adaptação do jogo foi criada sobre os decks de navios transatlânticos, com o intuito de entreter os passageiros que ficavam meses embarcados em viagens. Assim, as moedas foram substituídas por pequenos discos de madeira e remos dos botes salva-vidas eram improvisados como tacos para empurrar os discos sem precisar abaixar e usar aos mãos diretamente.

shuffleboard tornou-se tão tradicional nos navios transatlânticos que até os dias atuais é encontrado nos principais cruzeiros turísticos pelo mundo!

Mas foi em 1913 que o shuffleboard "desembarcou" na Flórida, onde foi improvisado na calçada em frente a uma pequena pousada na cidade de Daytona Beach. Rapidamente difundiu-se por praças e parques da Flórida. Como não havia ainda uma entidade organizadora do esporte, as regras, assim como o formato e o tamanho da quadra, podiam variar de acordo com o local.

Em 24 de janeiro de 1924, na cidade de São Petersburgo, Flórida, com apenas duas quadras construídas em uma praça, fundou-se o primeiro clube de Shuffleboard dos Estados Unidos (e do mundo), o St. Petersburg Shuffleboard Clubou simplesmente St Pete Shuffle.

Em 12 de dezembro de 1928, os jogadores do St Pete Shuffle organizaram e fundaram a Florida Shuffleboard Association, com o objetivo de normatizar o esporte, padronizando as regras, o tamanho da quadra e os equipamentos. Escritas em 1928, as regras permanecem basicamente as mesmas até hoje, e foram adotadas internacionalmente.

Em meados do século, os Estados Unidos possuíam mais de 200 mil jogadores. Só o St. Pete Shuffle chegou a ter 107 quadras e mais de 8.000 membros, a grande maioria era de aposentados.

Em 1979, Estados Unidos, Canadá e Japão se uniram e fundaram a International Shuffleboard Association, à qual o Brasil é filiado desde 1997, através da Associação Brasileira de Shuffleboard.

Mais recentemente, o shuffleboard vêm ressurgindo como um esporte para todas as idades, não somente nos Estados Unidos, mas também na Alemanha, Noruega, Rússia, Brasil, entre outros. Inaugurado em 2014 no Brooklin, Nova York, Estados Unidos, o The Royal Palms Shuffleboard Club foi o primeiro estabalecimento comercial do mundo a oferecer o shuffleboard como principal atrativo .

Como Jogar

O objetivo principal do jogo é lançar os discos, com o auxílio do taco, de forma que deslizem sobre a pista e parem dentro das pontuações (7, 8 ou 10) do triângulo oposto.

Na modalidade individual, 2 jogadores (adversários) ficam lado-a-lado, cada um lança os 4 discos de uma cor, alternadamente.

É permitido (e recomendado) também retirar ou dificultar os pontos do adversário. Ao final da partida, vence quem somar mais pontos. 

ATENÇÃO: Para que um disco pontue, é preciso estar inteiramente dentro da área de pontuação (10, 8, 7 ou -10). Se parar sobre alguma linha, mesmo que por apenas 1 milímetro, não pontua, com exceção da linha mais fina ao centro da área do -10 (vide figura), pois esta serve apenas para separar as áreas de lançamento de cada jogador.

Uma rodada consiste no lançamento dos 8 discos (4 por cada jogador). Ao início de cada rodada, na "cabeça" da quadra (ou seja, no triângulo definido como principal) os discos amarelos são posicionados à direita, e os discos pretos à esquerda. Já no triângulo oposto (ou seja, no "pé" da quadra), invertem-se os lados, conforme figura abaixo.

O jogador escolhido para começar a partida jogando com os discos amarelos (o que pode ser definido por acordo ou na sorte) lançará o primeiro disco da partida. Em seguida, o seu adversário lançará um disco preto, e assim segue até os 8 discos serem lançados e concluída a primeira rodada. Então é calculada a pontuação de cada jogador e computada. Havendo outros dois jogadores aguardando no pé da quadra, estes devem reposicionar os discos para começarem uma nova partida independente ou, no caso da modalidade de disputa por Duplas, dar continuidade à mesma partida iniciada na cabeça da quadra. Nesse caso, os 2 jogadores dos discos amarelos somam as pontuações contra os 2 jogadores dos discos pretos. 

Uma partida oficial é composta por 16 rodadas, e dura cerca de 1 hora. Porém pode-se combinar partidas com 4, 8 ou 12 rodadas, dependendo do tempo disponível. Sempre na metade da partida, os jogadores trocam de lado, passando assim a jogar com os discos da outra cor. Vence o jogo quem acumular mais pontos ao final da partida.


Técnica de lançamento do disco

1. Posicione o corpo naturalmente, ereto e com os pés juntos, ficando alinhado com a direção que irá lançar o disco.

2. Encoste o taco no disco, segurando na ponta do taco levemente com uma mão.

3. Após ajeitar o corpo e a mira, mantenha o olhar no alvo até terminar o lançamento. Dê 2 passos, caminhando naturalmente, sendo o primeiro passo com a perna do mesmo lado da mão que segura o taco.

4. Quando estiver finalizando o segundo passo, comece a empurrar o disco, sem desviar o taco da direção inicial e sem flexionar o cotovelo. O movimento é semelhante a fazer uma meia-lua quase completa com o braço esticado, começando com a mão atrás do corpo, na altura um pouco abaixo do ombro, passando pelo ponto baixo rente a perna e ao joelho, e terminando com a mão à frente, novamente quase na altura ombro.

5. Faça um movimento longo e contínuo com o braço (não faça um movimento curto e brusco). Faça contato do taco com o disco até onde alcançar. Termine flexionando o joelho da perna que der o último passo. Atenção: Não é permitido pisar na primeira linha horizontal (da base da área do -10).


ATENÇÃO 

  1. Evite pisar/andar sobre a quadra/pista;
  2. Evite arrastar os discos em superfícies ásperas;
  3. Antes do início dos jogos, recomenda-se passar uma vassoura larga de pelo (ou mop pó) sobre a superfície da quadra/pista;
  4. Ao término de cada rodada, reposicione os discos com a ponta emborrachada do taco, caminhando pelos corredores laterais;
  5. Na dúvida quanto à validade de um disco, ou seja, se um disco está ou não tocando a linha, deve-se verificar olhando exatamente de cima, por trás do disco e de um ângulo perpendicular em relação à linha (vide figura);
  6. Se um disco lançado parar na zona central da pista (Dead Zone) deve ser removido da mesma.

NÃO CONFUNDA COM O SHUFFLEBOARD DE MESA!

Medidas oficiais da Mesa de Shuffleboard de 12 pés (Clique para ampliar)



Tem alguma dúvida? Entre em CONTATO conosco!